18h Lídia Jorge: das paixões e dos sentidos da escrita literária

O dia dos prodígios (1980), A costa dos murmúrios (1988), O vale da paixão (1998), O vento assobiando nas gruas (2002), Combateremos a sombra (2007) são alguns dos títulos que fizeram de Lídia Jorge uma das mais reconhecidas, traduzidas e premiadas autoras da literatura contemporânea de Língua Portuguesa. A FLISM tem a honra de abrir a celebração deste ano com a presença dessa importante escritora portuguesa e o prazer de por em debate as paixões e os sentidos da sua obra, diálogo que será mediado pelos professores Mauro Dunder (UFRN) e Raquel Trentin (UFSM).

Med: Mauro Dunder e Raquel Trentin